Dofollow ou Nofollow? Qual e quando usar?

uso do nofollowQuem trabalha com Link Building já está bem acostumado com este dois termos, mas, de vez em quando, surge aquela dúvida sobre algum determinado link. Então, boas dicas são sempre bem-vindas. Veja qual e quando usar.

Antes de começar, segue uma breve explicação do que é e para que servem estas duas tags.

Dofollow
Na verdade, não é preciso utilizar uma tag para ter esta funcionalidade, pois todo link que é adicionado na web é dofollow. Isto significa que o link será seguido pelo crawler do mecanismo de busca. Portanto, a página em questão será indexada e receberá PageRank, além de se tornar uma url com autoridade e confiança na web, caso tenha uma boa qualidade de backlinks oriundos de págianas de qualidade e com conteúdo relevante e similar.

Nofollow
O nofollow começou como uma meta tag que era icluída no topo (head) do html, informando aos crawlers que todos os links externos da página em questão não deveriam ser seguidos. Mas já existe o rel=”nofollow”, que pode ser colocado em um link específico, ou seja, você pode ter apenas um link externo em uma página do seu blog, por exemplo, que você não quer passar PR e nenhuma outra relevância, então basta usar a tag rel=”nofollow” para este link.

Exemplos:

<meta name="robots" content="nofollow"/>
<a href="login.php" rel="nofollow">login</a>

Qual devo usar: dofollow ou nofollow?

Como dito na explicação do dofollow, se você confia no link externo para qual está linkando, então basta não utilizar o nofollow, que o mesmo será seguido. Portanto, não há muita dúvida neste sentido, mas sim em quando utilizar.

Quando usar nofollow?

Nada mais objetivo e prático do que uma lisatgem. Então, segue um TOP 5 de ideias para o uso do nofollow:

1 – É sempre bom utilizar nofollow nos comentários das postagens, pois isso evita aqueles famosos comentários de spammers. E se o seu blog possui colaboradores, você pode colocar nofollow nos links externos dos perfis dos mesmos, caso não tenha confiança nos links que seus colaboradores postam.

2 – Use nofollow em links pagos. E isto não sou eu quem está dizendo, mas o próprio Google recomenda. Vamos dizer que você vai iniciar uma campanha de publicidade paga em sites, portais e blog, com todos os banners contendo link para o seu site. Isso é considerado Spam ou Black Hat, pois não são backlinks conquistados através da qualidade do seu site e sim porque foi pago. Isto pode prejudicar o posicionamento do seu site nos mecanismos de busca. E o mesmo deve ser feito ao colocar anúncios em seu site para terceiros. Portanto, use sempre o nofollow no caso de links pagos.

3 – Links de login ou registro não precisam ser seguidos, pois estas páginas não serão acessadas pelo robô, então use nofollow.

4 – Vamos dizer que você tem um diretório de sites ou de empresas. Nesta caso, pode ser útil usar nofollow, pois vai evitar os cadastros feitos apenas com a finalidade de adquirir PR. Mas com a atual situação de esquecimento dos diretórios, não sei se é bom dispensar estes cadastros, então fica a seu critério.

5 –  Muitos sites, blogs e portais possuem uma área de divulgação dos parceiros, alguns utilizam imagens de logos e outros apenas as urls dos sites. Neste caso, use o nofollow, pois o objetivo principal é divulgar o site do parceiro e não passar relevância para a url. Isso até deixa você com mais liberdade para linkar para parceiros que talvez não tenham sites da mesma área de atuação do seu.

Estas foram algumas dicas para o uso do nofollow. Se você tem outras ideias, comente aqui, compartilhe conosco!