Native Advertising, o que é isso? Significado

O que é Native AdvertisingA base, traduzindo a definição do Wikipedia de Native Advertising para português:

“Publicidade Nativa é um método de publicidade na web em que o anunciante tenta ganhar a atenção, fornecendo um conteúdo valioso no contexto da experiência do usuário, este é um conceito similar ao de uma publi-reportagem, que é um lugar patrocinado tentando parecer um artigo.

Um anúncio nativo tende a ser mais, obviamente, um anúncio parecido com a maioria dos publieditoriais, fornecendo informações interessantes ou úteis. A intenção do anunciante é fazer com que a publicidade paga seja menos intrusiva e, assim, aumentar a probabilidade que os usuários irão clicar nela.

Dentre os formatos de publicidade nativa são os vídeos patrocinados, imagens patrocinadas, artigos patrocinados, músicas e outras mídias.

Exemplos da técnica incluem Search Engine Marketing (anúncios que aparecem ao lado dos resultados de busca são publicidade nativa na experiência de pesquisa) e Twitter com tweets patrocinados, tendências e pessoas. Outros exemplos incluem histórias patrocinadas do Facebook ou mensagens do Tumblr. Marketing de conteúdo é uma outra forma de publicidade nativa, mostrando “outro conteúdo que você talvez possa estar interessado”, que é patrocinado por um comerciante ao lado de recomendações editoriais.”

Os tipos de plataformas e sites que participam na publicidade nativa podem ser dividido em duas categorias, “abertas” e plataformas “fechadas”.

Plataformas “fechadas” são aquelas onde marcas criam perfis e/ou conteúdo dentro de uma plataforma, para em seguida, promover esse conteúdo, dentro dos limites dessa mesma plataforma fechada. Exemplos incluem Tweets Patrocinados no Twitter, Histórias Patrocinadas no Facebook e anúncios em vídeo TrueView no YouTube.

Plataformas “abertas” são definidas pela promoção do mesmo pedaço de conteúdo patrocinado através de múltiplas plataformas possuindo formatos de anúncios nativos. Ao contrário das plataformas fechadas, o ativo conteúdo patrocinado vive fora da plataforma. Por exemplo, Adyoulike, AdsNative, Sharethrough e Nativo são plataformas de publicidade nativas abertas, que permitem as marcas incluir o mesmo conteúdo em colocação de anúncios nativos em várias editoras. As grandes editoras, como o Washington Post, recentemente começou a introduzir os seus próprios formatos de publicidade nativas.”

Matriz do Native Advertising

A seguinte matriz de publicidade nativa, dá uma boa ideia dos tipos de formatos que compõe o Native Advertising e das diferentes características e disciplinas que precisam ser levadas em conta ao criar os formatos:

Native Advertising Matriz

Tipos de Publicidade Nativa:

  • Advertorials -> Publieditoriais
  • Branded Content -> Conteúdo de Marca
  • Sponsored Text -> Conteúdo Patrocinado
  • Effective Contextual Advertising -> Publicidade Contextual eficaz

Características e disciplinas ligadas:

  • Advertising (Format) -> Formatos de Publicidade (Padrões IAB e novos formatos)
  • Content (Marketing) -> Marketing de Conteúdo (Webwriting, Storytelling, SEO)
  • User Engagement (Customization) -> Customização do engajamento do usuário (Experiência do usuário, SEO)
  • Scalability (Automation) -> Escabilidade (Automação), Desenvolvimento

Comentei sobre a relação entre Native Advertising, SEO e o Google em outro post. Não hesite em dar um lida para se aprofundar neste aspecto.

O Native Advertising não é somente um Buzzword ou uma tendência

O Google, o Facebook, o Twitter e todas as outras plataformas maiores da Web já estão fazendo Publicidade Nativa há muito tempo, dentro dos seus próprios ecossistemas e sob suas próprias regras.

O IAB (Internet Advertising Bureau) dos Estados Unidos se pronunciou dia 06/06/2013 a favor da criação de uma nova força tarefa que será focada nesse tipo de Publicidade.

Segue uma lista dos participantes -> http://www.iab.net/member_center/committees/working_groups/native_advertising_task_force

As pessoas desse grupo de trabalho, são representantes de várias empresas da Internet Americana.

As principais Redes Sociais (Facebook, Twitter, Linkedin), O Google e a Microsoft estão presentes.

Como também os maiores editores de conteúdo do país (New York Times, Huffington Post, Forbes, Bloomberg).

Isso tudo junto com representantes de sites como Buzzfeed (que criaram um novo modelo já com a Publicidade Nativa) e Plataformas Abertas (Sharethrough, Nativo).

Além disso, em paralelo, o Marketing de Conteúdo é hoje uma tendência também muito forte. Disciplinas e conhecimentos de Webwriting ou Storytelling, são muito complementares à ideia e filosofia do Native. Como também SEO e UX (Experiência do Usuário) para criar publicidades cada vez mais otimizadas em termos de visibilidade, integradas em termos de usabilidade e finalmente engajadoras.

Podemos concluir que o Native Advertising, é o melhor tipo de publicidade para se encaixar dentro de uma estratégia de Inbound Marketing. Por terem ambos, uma filosofia não intrusiva.

Me adicione ao Google+ e siga-me no Twitter @EricApesteguy

  • Marcos

    O começo está igual a Wikipedia.

  • Marcos

    Eeeeita.

    Olha aqui esse artigo: http://oglobo.globo.com/blogs/tecnologia/posts/2013/07/16/publicidade-nativa-que-isso-definicao-503567.asp

    Vamo citar as fontes aí meu caro.

    Ou foram eles quem copiaram?

  • Marcos

    Me desculpe.

    Acabei de ver que eles te deram os créditos.

    Abraço.

  • http://www.aotopo.com.br Eric Apesteguy

    Marcos,

    Como você mesmo acabou percebendo, o artigo no Blog BETA do Jornal O Globo é da minha autoria. A respeito do Wikipedia, ele usaram meu post e minha tradução como referência. Mais alguma dúvida?

    Abraço