A Redação Online: como é e para que serve?

O texto da internet possui algumas peculiaridades em comparação com as demais expressões literais como os livros, jornais, artigos acadêmicos, etc. Para dominar a técnica de escrita para a web, muitos autores já publicaram manuais de orientação e conjuntos de regras básicas.

Hoje a redação online é matéria obrigatória em quase todas as faculdades de Comunicação Social. Existem também muitos cursos livres sobre as técnicas. Como o mercado de conteúdo tende a crescer cada vez mais, uma vez que a web, e, principalmente o Google privilegiam esses canais, é necessário ao profissional de comunicação dominar a redação online.

Primeiramente é necessário diferenciar a redação online para o Webwriting. Enquanto a redação online se preocupa com texto e sua estrutura o Webwriting se preocupa com toda a informação, que pode possuir caráter multimídia. O Webwriting se aproxima mais da gestão da informação ou conteúdo. Mas esse é um assunto que irei tratar em um próximo artigo.

Entre as características mais marcantes do texto produzido para a internet está seu caráter mais ‘coloquial’ e menos literário. É quase impossível controlar seu público leitor. A não ser que seu conteúdo seja privado, qualquer pessoa teria acesso a ele. Daí a necessidade de deixar o texto com uma linguagem mais direta, mais simples. Isso não significa que seu texto deve ser pobre em adjetivos ou verbos, mas deve evitar objetos de estilo.

É preciso entender que em uma página da web, a maioria dos leitores faz uma visão superficial do conteúdo. Procuram por títulos, subtítulos, ‘olhos’, legendas, tabulações, listas numéricas, entre outros. Aí reside o primeiro desafio: captar a atenção do leitor com seu título. Escrever um título de forma curta, direta, simplificada e que transmita o máximo de informação possível. O uso criativo dos subtítulos pode contribuir significativamente para a sua chamada. Brinque com as possibilidades. Experimente até ficar satisfeito.

Mapa de calor das regiões de leitura de um texto para web.

Mapa de calor das regiões de leitura de um texto para web.

Seja sintético. Sempre tente começar com a conclusão. Manter as frases curtas ajuda a captar a atenção do leitor. Ninguém gosta de ficar preso a um bloco grande e maçante de texto. Tenha isso em mente.

Crie textos substanciais. Pesquise outras publicações com o mesmo tema ou assunto. Saiba o que falam do mesmo e na hora de escrever, lembre-se de sempre tentar atingir seu público-alvo. Crie o texto e deixe-o fluir. Tenha preocupação com palavras-chave, mas não ao ponto de engessá-lo. Pessoas gostam de textos escritos por pessoas, e não por robôs. Para isso, explore as emoções, principalmente se o texto tiver caráter publicitário. Qual das sentenças você prefere? “Vou dar uma caminhada” ou “Vou dar uma bela caminhada nesse fim de tarde”?

Ao terminar de escrever seu texto, faça uma leitura atenta, Procure erros de digitação, sinônimos que poderiam ser empregados e melhorar o contexto da mensagem, depois leia de novo! Lembre-se que o seu nome estará para sempre ligado àquele texto. Evite publicar erros.

Concluindo: é preciso dominar as técnicas para falar com seu público na mesma língua. Sem exageros, apelações ou discursos vazios, utilizando as técnicas adequadas. Conteúdo bom é conteúdo vivo. Plante boas sementes e você colherá bons frutos.

  • Natália

    Adorei o texto João! É sempre bom lembrar que nossos textos são lidos por pessoas e não somente robôs. Tem tanto texto por aí só preocupado com palavras-chave que a leitura se torna cansativa e irritante. Parabéns!

    • http://www.aotopo.com.br João Zito Sollberg

      Oi Natália! Fico feliz que tenha gostado! Pois é, por experiência própria, posso comprovar que a escrita dirigida e humanizada, tem muito mais chances de atingir o coração e a mente do leitor. É esse viés que busco em meus textos. Obrigado!

  • Roberto Pereira

    Excelente texto… Um site que interage da melhor maneira com o mercado, capaz de gerar retorno financeiro, que conta a sua história com elegância e que captura a atenção do seu público, precisa ter conteúdo, atrativo e relevante. E a forma de expor esse conteúdo é muito significante para conter a atenção e despertar interesse do seu publico alvo. Você deu um tiro na mosca, parabéns.

    • http://www.aotopo.com.br João Zito Sollberg

      Olá Roberto! Que bom que gostou. Obrigado! Realmente escrever para os mais variados gêneros é sempre um desafio. Considero a curiosidade aliada a uma pesquisa sólida, as melhores armas para escrever bem para a web. Além, é claro, das dicas referidas no texto. Um abraço!

  • Marc

    Muito bacana, João. Gostei muito do texto.
    Em tempos de textos com conteúdos cada vez mais opacos, uma leitura dessas nos faz lembrar da importância de escrever certo e sem complicações, porém sem abrir mão da qualidade do idioma e do conteúdo que se deseja passar. Parabéns pelo artigo.

    • http://www.aotopo.com.br João Zito Sollberg

      Obrigado, Marc. Que bom que gostou. É verdade, devemos buscar o caminho mais simples, sem perder a qualidade. Abraços!

  • Esther Cohen

    João,

    Muito bom e oportuno o teu artigo. Como jornalista free, desde 2011 venho dando Assessoria de Imprensa para dois sites de Nutrição e acho que tenho me saído bem. Esse trabalho, por algumas circunstâncias, vai encerrar no final deste mês e, como gostei e preciso desse extra financeiro, estou buscando algo similar. Agradeço se puderes me indicar o canal ou a maneira mais rápida e objetiva de consegui-lo. Naturalmente, não pretendo ficar restrita à área mencionada. Estou aberta a todas, porque tenho certeza de poder corresponder às expectativas de …”gregos ou troianos”. Abrçs.

    • http://www.aotopo.com.br João Zito Sollberg

      Olá Esther! Se entendi seu comentário, você busca oportunidades na área de assessoria de imprensa, certo? Bom, essa não é minha especialidade, mas posso de antemão indicar as listas de oportunidades nas Redes Sociais. Atualize seu LinkedIn e procure diariamente em sites específicos de vagas para profissionais de Comunicação. Espero que essa dica ajude. Saudações!

  • sergio

    Muito bom

  • Thamires

    Oi João. Boa tarde,
    Você poderia me passar links, fontes ou bibliografias sobre essas tais dicas de técnica de escrita para a web, como por exemplo os bons livros dessa área de “manuais de orientação e conjuntos de regras básicas” que você citou.

    Obrigada

    • http://www.aotopo.com.br João Zito Sollberg

      Olá Thamires!

      Primeiramente, me desculpe pela demora em responder. Como bibliografia, eu indico primordialmente o livro de Bruno Rodrigues: “Webwriting – Redação para a Mídia Digital. Em breve lançaremos um ebook com as técnicas e dicas reunidas para facilitar o trabalho de quem escreve para a web. Fique atenta ao nosso blog. Obrigado pelo contato.