Email marketing responsivo: dez dicas para aumentar o número de cliques

Os seus clientes estão em trânsito, estão no metrô, estão no expediente, estão no restaurante esperando para serem atendidos, estão assistindo televisão.

Onde eles estiveres, tenha a certeza de que eles vão checar os emails rapidamente, diversas vezes por dia, a qualquer momento e em qualquer lugar.

Já falamos em outro post sobre a disseminação do mobile e a importância de adotar o email marketing responsivo. Com esse recurso, a tela do dispositivo é reconhecida e a visualização da peça se ajusta automaticamente.

Mas como fazer um bom email marketing responsivo? Preparamos aqui um guia com dicas importantes para ajudar nesta tarefa.

O drama do subject no email marketing responsivo.

A revolução móvel transformou o subject em um desafio ainda maior do que sempre foi. Na maioria dos casos, os apps de email para mobile exibem em torno de 35 caracteres na linha de assunto do email.

“O quê! Mas é muito pouco, quase nada, não cabe meia dúzia de palavras nisso. O que eu faço com 35 caracteres?” – Faça um subject.

Se você quiser garantir que a maior parte da sua base consiga ler o seu subject inteiro, aceite que você tem pouquíssimas palavras para se expressar. É possível.

Mas não só de drama é feito o email marketing responsivo! Talvez você não saiba que os principais aplicativos de email já suportam emojis, o que pode ajudar em uma abordagem mais criativa.

Você pode inserir os caracteres especiais copiando da tabela abaixo e colando no seu campo de assunto.

 ❄

Dê valor à pré-visualização do conteúdo. Ela merece.

Um ponto muito positivo que pode ajudar todos nós a sofrermos menos com o subject é a exibição dos primeiros trechos do conteúdo do seu email. Ela provê mais uns 40 caracteres muito queridos, ou algo em torno disso dependendo do aplicativo do usuário.

A maioria das marcas ainda ocupa esse espaço com um pré-header contendo texto legal, ou url alternativa de visualização da mensagem, ou qualquer coisa assim super desinteressante.

Elas, na verdade, estão perdendo uma oportunidade preciosa de se destacar na caixa de email dos seus clientes.

Veja na imagem como isso funciona na prática e compare com a sua própria caixa de entrada de email. Você vai se surpreender com a quantidade de empresas que ainda estão subestimando esse espaço em suas estratégias, até porque boa parte delas sequer adotou o email marketing responsivo.

Pré Visualização de Conteúdo
Não é necessário dizer que você não deve repetir o seu subject, certo? Seja criativo e use esse conteúdo complementar como uma provocação do restante da mensagem, sendo algo que efetivamente vá atrair seu cliente para o clique.

Seu título nunca foi tão importante.

Ao visualizar um email marketing, muito dos usuários terão as imagens desabilitadas como padrão. Um bom título pode persuadir as pessoas a habilitarem a visualização, mas o ideal é não contar com isso.

Significa que o apelo da sua mensagem não pode depender das imagens. Faça um título forte, apresente sua melhor oferta, seja criativo, seja provocador, convença as pessoas a lerem o restante do seu email.

Seja objetivo na sua mensagem.

Redatores, vocês são as estrelas do email marketing responsivo, mas nem por isso é hora de fazer textão.

Redatores versus diretores de arte

designbolts.com

Lembre-se que existe uma grande chance do usuário estar visualizando sua mensagem enquanto dá uma rápida checada nos emails pelo celular. Isso significa que você tem pouquíssimo tempo para se comunicar com ele.

Ao adicionar vários elementos, a sua peça poderia funcionar muito bem em um desktop, mas vai se tornar confusa e exigir do seu cliente um tempo que ele provavelmente não pretende dedicar ao email marketing responsivo que você preparou pra ele.

Entregue de forma objetiva o que interessa ao seu cliente. É claro que esse trabalho depende da relevância intrínseca que o seu produto ou serviço apresenta para o consumidor e isso deve ser levado em conta na sua estratégia de conteúdo.

Se você conseguir despertar o interesse do usuário com um texto conciso e objetivo, muito maiores são as suas chances de obter um clique.

Simplificar é a regra de ouro do email marketing responsivo.

Repense a importância daquele menu de categorias, e também daquele banner, e até mesmos dos seus ícones de redes sociais. Se você não consegue se desfazer desses itens, empurre-os para baixo em vez do seu conteúdo ser empurrado por eles.

Evidente que os próprios usuários passaram por um processo de aprendizado e adaptação. Se antes a ideia era colocar todas as informações visíveis de uma vez, agora você já pode pensar em um usuário que consome a informação de outra forma e está acostumado a rolar uma página.

O email marketing responsivo pensado para mobile tem a navegação vertical e dispõe de pouco tempo para ser lido. Então a hierarquia das informações, mais do que nunca, depende essencialmente da ordem dos elementos.

Navegação vertical e Coluna única: mobile best friends.

No mobile, o ideal é estruturar seu email em uma única coluna e trabalhar com medias em percentual que irão se adaptar a qualquer tamanho de tela.

Ao construir seu design em uma coluna, você vai possibilitar uma leitura muito mais limpa e evitar aqueles aglomerados confusos de vários elementos.

É importante colocar a largura (width) do html = a 100% para que os elementos do seu email marketing responsivo (texto, backgrounds) apareçam em modo full screen. Após isso, é preciso inserir o ‘style’ de CSS também diretamente na sua <table>, assim todo o conteúdo de texto que for inserido ficará responsivo.Email-marketing-responsivo-full-screen

Pratique o desapego das imagens.

Se boa parte da sua base vai visualizar seu email com imagens desabilitadas, aceite o fato de que elas não podem ser essenciais na sua comunicação.

O conteúdo do seu email marketing responsivo precisa fazer sentido independente da sua direção de arte incrível.

Então pense bem antes de optar por um título integrado à imagem com aquela fonte moderna escolhida a dedo para toda e qualquer comunicação da sua marca. Essa é uma decisão particular a ser tomada caso a caso.

Independente de qualquer coisa, considere seu call to action sagrado e não faça dele uma imagem.

Ninguém está sugerindo limar as imagens da sua vida.

Você ainda pode usar imagens como apoio visual. Se a visualização estiver habilitada, sem dúvidas, elas poderão fazer a diferença nos resultados.

Apenas considere alguns detalhes:

  • Algumas imagens muito detalhadas perdem o sentido em tamanho reduzido e podem deixar a sua peça confusa.
  • O contraste é uma regrinha básica do design, mas no mobile ele é ainda mais importante. Não apenas em função da tela pequena, mas também porque o ambiente do usuário mobile permite as mais variadas condições de iluminação, o que pode desfavorecer substancialmente a visualização da sua imagem.
  • Considere uma conexão não muito boa e otimize o tamanho dos seus arquivos.

Pra que as imagens sejam redimensionadas automaticamente de acordo com cada resolução de tela, é importante inserir o ‘style’ dentro de cada imagem (<img/>), como no exemplo abaixo:Email marketing responsivo - imagem

Dá pra aumentar um pouquinho essa fonte?

Dá sim. Use uma fonte 13pt ou maior.

Você está agora mesmo trabalhando no design do seu email marketing responsivo pelo desktop e essa fonte parece enorme, bruta, grosseira, ela definitivamente estraga seu layout. Acredite, você está fazendo isso certo.

Na dúvida, teste a visualização em tela pequena para se tranquilizar.

E dá pra aumentar um pouco esse botão?

Claro, sim, super, vamos testar! De acordo com a recomendação da Apple, ícones e botões devem ter o mínimo de 44 x 44 pixel, dificultando que o usuário do touch no mobile clique fora da área ou até em algum outro ícone.

Mas sinta-se livre para testar evoluir o tamanho do seu call to action para além dessas medidas.

O importante é sempre testar no mobile antes de realizar o disparo de um email marketing responsivo. (Reforçando aqui que o seu botão não pode ser uma imagem!)

Resumão:

De uma forma geral, para conseguir um email marketing responsivo bom para o mobile, lembre-se sempre que simplicidade é a palavra de ordem.

Seja objetivo tanto em relação ao texto quanto em relação ao número de elementos da sua peça como um todo.

Trabalhe com uma única coluna e imagens redimensionáveis.

Foque em um excelente texto mais do que em um layout super atraente.

Ter tudo isso em mente aumenta consideravelmente as chances de obter daquele tão sonhado clique no seu call to action.

 

Veja também:

Campanha de email marketing responsivo para a ANBIMA

Exemplo de criação de template de email marketing responsivo para a Eqseed.