Repense seu email marketing – Dispositivos móveis não podem mais ser ignorados.

Você provavelmente já passou pela experiência de tentar abrir um email marketing pelo seu celular e se deparar com fontes ilegíveis, colunas estreitas e layouts quebrados, certo?

Infelizmente, este tipo de situação ainda é extremamente comum na rotina da navegação móvel dos brasileiros. Apesar do acesso à internet pelo celular estar apresentando crescimentos enormes ano após ano, metade das marcas brasileiras ainda não possui presença mobile no país.

E, se nem mesmo seus websites estão preparados para múltiplos dispositivos, menos ainda podemos esperar dos seus emails marketing.

O acesso Mobile no Brasil

A Pesquisa Brasileira de Mídia 2015, encomendada ao Ibope, constatou que os assinantes de internet móvel já somam 66% da nossa população, um aumento exorbitante de mais de 60% em relação ao ano anterior.

Claro que, hoje em dia, o acesso mobile ainda varia muito de acordo com o perfil do público. A intensiva conexão dos adolescentes pelos aparelhos celulares caracteriza um segmento bastante evidente. Mas as diferenças de comportamento mobile não estão restritas a faixas etárias e nem sempre são tão óbvias assim.

Os residentes das metrópoles Rio e São Paulo  – e inclui-se aqui boa parte dos empresários brasileiros – podem não estar cientes de que o celular já é o principal meio de acesso à internet na maioria dos estados da região Norte, por exemplo. Em 43% das casas no Amapá, navega-se exclusivamente pelo celular. Aliás, já são mais de sete milhões de brasileiros que não usam mais o desktop para acessar a rede.

Acesso mobile no Brasil

Pensar no usuário é pensar Mobile

Bem. Vamos imaginar agora que um cliente da sua empresa, João (claro), está voltando do trabalho. Ele vai passar longos minutos no trânsito e, habitualmente, vai checar o celular algumas vezes nesse meio tempo.

Talvez ele decida se distrair com aquele joguinho da vez. Talvez ele troque mensagens com os amigos pelo Whatsapp. Talvez ele dê só mais uma atualizada no feed do Facebook. Talvez ele resolva checar a caixa de entrada do email.

E aí, talvez, entre tantas possibilidades, talvez ele resolva abrir o email marketing da sua marca. Pronto! É o seu momento. João vai ver a super oferta que você selecionou pra ele.

Daí, o que acontece se o email aparece mal formatado, se João precisa dar zoom para conseguir ler o texto, ou, ainda, se o conteúdo está concentrado em imagens (por padrão, desabilitadas)?

Na melhor das hipóteses, ele vai desistir de ler. Veja bem: na melhor das hipóteses. De acordo com estudos da Kissmetrics, 89% dos usuários, nessa situação, apagam a mensagem na mesma hora e 27% pedem exclusão da lista.

Então parece que não é agora que o João vai ver aquela campanha de marketing incrível que a sua empresa lançou. E todo esse desperdício de tempo e de esforço poderia ser evitado com o email marketing responsivo.

Email marketing responsivo

Repense o seu E-mail Marketing. E faça isso hoje!

Ainda resiste por aí a ideia de que ver um email marketing abrir em um celular significa que ele atende a múltiplos dispositivos, porém existe uma diferença enorme entre abrir e criar uma boa experiência para o usuário. O email sempre foi uma poderosa ferramenta do marketing digital, mas a sua eficácia hoje depende também de um design responsivo.

Com esse recurso, a tela é identificada e o layout apropriado é exibido, levando em conta todas a limitações impostas pelas diferentes plataformas. E não se trata apenas do html, é preciso pensar conteúdo e design de forma integrada. Antes de planejar seu email marketing, lembre-se que boa parte dos seus clientes estará diante de uma tela pequena. Então seja objetivo, reduza as informações, simplifique, e considere que aquele seu menu de categoria talvez não seja tão importante assim.

O mobile representa uma das áreas mais promissoras quando se trata de qualquer tema relativo a comunicação, e quando falamos de email marketing não é diferente.

Segundo dados do eMarketer, a taxa de abertura de emails no Brasil via celulares já ultrapassa os 30%, e esteja certo de que o barateamento da internet móvel somado à crescente oferta do wi-fi farão esses dados subirem agressivamente. Pela estimativa da PwC, a internet móvel já será acessada por 148 milhões de brasileiros até o final de 2019.

Isso significa que, se a sua empresa optar por ignorar essa realidade, será o mesmo que optar por não se comunicar com o seu público.

Veja também:

Campanha de email marketing responsivo para a ANBIMA

Exemplo de criação de template de email marketing responsivo para a Eqseed.